Caminhos para Empresa Familiar na crise provocada pelo COVID-19

Constitucionalidade Acordo Individual da MP 936/20.
17 de abril de 2020
Simulações Redução Suspensão MP 936
22 de abril de 2020

Estamos vivendo um momento inédito, estamos fazendo história e experimentando uma série de emoções diariamente.

Nem mesmo se fosse para pensar no pior cenário teríamos imaginado um inimigo invisível e tão devastador.

Enfrentamos todos os dias uma batalha física e mental. Fisicamente lavamos as mãos, usamos alcool gel, aderimos às máscaras de proteção e, quem pode, fica em casa. Mentalmente nossa batalha é mais profunda, precisamos reconhecer nossas emoções, dar espaço para experimentar novas rotinas e hábitos, administrar nossas incertezas e inseguranças.

Esse cenário não poupa ninguém, é efetivamente democrático, e por isso as empresas familiares não ficam de fora, muito pelo contrário, temem pela continuidade de seus negócios e pelas vidas de seus colaboradores.

É certo que as empresas familiares são responsáveis pela geração de grande parte dos empregos e da renda neste país e, a esta altura, seus sócios devem estar se perguntando quais medidas serão necessárias e qual cenário econômico os espera.

Não podemos duvidar que nesse momento o fundador é um referencial a ser seguido, se estiver no comando, ou consultado, se já estiver afastado. O fundador conhece o negócio, com certeza já enfrentou outras crises e sabe o caminho para a solução de cada problema. Contando com suporte, apoio e conhecimentos de sua equipe, de seus colaboradores, especialistas e consultores, em um trabalho de cooperação, serão capazes de identificar a alternativa que poderá guiar a empresa neste percurso de forma a superar as turbulências e dificuldades.

A sua empresa tem espaço para essa fusão de conhecimentos? Já foi pensado promover um forum para debater as visões dos sócios, administradores, líderes e familiares sobre o momento?

A recomendação é interagirem e se apoiarem em discussões onde todas as ideias sejam acatadas como ponto de partida para uma outra ideia e assim sucessivamente. Despertar a empatia, o prazer pela discussão sem o objetivo de ganhar, muito menos de impor seu entendimento, mas tão somente pelo prazer de aprender e explorar uma mesma situação, sobre a qual existem visões distintas, influenciadas pelos valores e crenças de cada um.

Permitam-se inovar e navegar por cada ideia, sem travas ou limites até que se aperfeçoe e se encontre uma alternativa, um denominador comum entre os pontos de vista e as soluções apontadas! Bingo! A partir daí estarão prontos para entrar em AÇÃO.

Lembrem-se, uma liderança eficiente mantem o foco na solução, e não no problema. A capacidade de se reinventar e se adequar às novas condições serão fatores determinantes para o sucesso!

Vale o exercício! Podem confiar! Para melhor compreensão e desenvolvimento recomendo a leitura do livro Inteligência Positiva, do autor Shirzad Chamine, da Editora FONTANAR e acompanhar aqui os próximos posts com dicas e sugestões!

Abraços e seguimos.

Juliane Fantinatti